sexta-feira, 18 de março de 2016

[Dica] Actualizou para Windows 10 e quer voltar para a versão anterior?

Algo que acontece naturalmente é que alguns utilizadores, pelas mais variadas razões, acabaram por não gostar do Windows 10 e querem por isso reverter a sua instalação.
A Microsoft tem essa possibilidade acessível e vamos agora explicar como pode ser usada.
remover_win10_0


A decisão de desinstalar o Windows 10 e voltar para o Windows 7 ou para o 8.1 tem estado a ser tomada por alguns utilizadores.
A causa principal está em problemas com hardware que surgiram, e que na maior parte dos casos é culpa do fabricante, que não disponibilizam drivers para o Windows 10.
Para precaver esta situação a Microsoft tem disponível nas configurações a possibilidade de ser feito o processo inverso e trazer os utilizadores de volta ao à versão anterior do Windows.
É importante terem presente que esta opção apenas pode ser usada em instalações do Windows 10 que tenham resultado de uma actualização. As instalações de raiz, por razões óbvias, não podem ser revertidas com este método.
Caso tenham criado contas depois de ter feito a actualização do Windows 10 devem removê-las.

Como voltar à versão anterior do Windows

O primeiro passo para realizar o processo de reverter ao Windows 7/8.1 começa com o acesso às definições. Para isso abram o novo Menu Iniciar e escolham a opção Definições (Settings).
remover_win10_1
Na janela das definições devem escolher a opção Actualizar e Segurança (Update & security). Esta deve ser a última da lista disponível.
remover_win10_2
Acedam depois a Recovery, disponível na coluna da esquerda. A opção que procuram é Voltar ao Windows 7 (Go back to Windows 7). Caso tenham feito a actualização sobre o Windows 8.1 será esse o nome a aparecer.
Carreguem no botão Introdução (Get Started) para iniciarem o processo de regressão para a versão anterior.
remover_win10_3
O primeiro passe deste processo é a indicação da razão pela qual querem reverter para a versão anterior. A Microsoft recolhe essa informação para poder melhorar o Windows 10.
São várias as opções disponíveis. Escolham a que mais se adequa ou simplesmente escolham outra razão e expliquem na caixa de texto.
remover_win10_4
De seguida são apresentados alguns alertas ao utilizador sobre as acções que deverá tomar após a remoção do Windows 10.
remover_win10_5
É ainda dado o alerta de segurança para a necessidade de saber a password da conta que tinha antes criada. Sem essa palavra passe o utilizador não tem depois acesso ao Windows.
remover_win10_6
O último passo é a indicação para inicio do processo de remoção do Windows. Este é o último ponto onde pode ser cancelada o processo.
remover_win10_7
Após alguns minutos, em que o Windows realiza alguns passos de forma automática e onde são feitos alguns reinícios do sistema, a vossa versão anterior do Windows estará de volta.
Ponderem bem a decisão de remover o Windows 10. É ainda um sistema operativo novo, mas que tem estado a ser testado de forma exaustiva pela comunidade Insider.

[Dica] Windows 10: Não deixar que o sistema espie!

Aprenda a desligar o “keylogger” do sistema
O Windows 10 continua a marcar pontos e no geral os utilizadores até já se habituaram às ultimas alterações realizadas no sistema. No campo da privacidade, em especial nas funções embutidas no sistema que enviam informações para a empresa, a Microsoft tem referido que tudo serve apenas para melhor o próprio sistema e que o utilizador tem sempre a possibilidade de as desligar.
Para quem pretender que o sistema não envie dados para a Microsoft (desligar o keylogger) , aqui estão  os passos que necessita de realizar.
keyboard-469548_1280

O Windows 10 foi, sem margem para dúvidas, um lançamento de sucesso para a Microsoft. Mas, como é comum no mundo da tecnologia, o Windows 10 não é perfeito e alguns utilizadores já se deram ao trabalho de explorar muitas das funcionalidades do sistema, especialmente ao nível da privacidade.
A Microsoft já admitiu que recolhe dados dos utilizadores mas estes podem desactivar tais funções, bastando que executem os seguintes passos:
Passo 1) Ir a Definições
win10_key_00
Passo 2) Depois escolher a opção Privacidade
win10_key_01
Passo 3) Em Geral, desligar a opção “Envie Informações à Microsoft como escrever para nos ajudar a melhorar a escrita no futuro
win10_key_02
Passo 4) Em Voz, tinta digital e escrita carregue no botão “Deixar de me conhecer
win10_key_03
E é apenas isto. Com tais funcionalidades desligadas, em principio, o nosso sistema deixa de enviar informações para a Microsoft.

domingo, 9 de novembro de 2014

[Apps] Brackets 1.0 – Um novo editor de texto

Disponível para Windows, Linux, MacOS e até Android
Um editor de texto é sempre uma ferramenta essencial em qualquer sistema. Neste segmento as ofertas são muitas e há editores de texto que já fazem parte da história/evolução dos próprios sistema operativos.
A Adobe quis também entrar neste segmento e lançou em 2013 o Brackets – um editor Open Source que também serve para web design. Hoje vamos conhecer as novidades do Brackets 1.0 que foi lançado recentemente.
laptop-work
Editores de texto/código Open Source , são ferramentas que existem com alguma abundância no mundo open source. Os populares vi, vim, nano, joe, gedit continuam a ser os mais utilizados por quem usa Linux.
Considerado como o substituto do gedit (editor de texto com interface gráfica), o Brackets é um editor muito versátil, leve e pode ser facilmente artilhado através das mais diversas extensões disponíveis – ver aqui.
brackets_02
O Brackets oferece um conjunto de funcionalidades interessantes, das quais se destacam o resultado, em tempo real, do código desenvolvido (Live Preview via browser) a opção quick edit que permite editar rapidamente classes CSS e funções Javascript.
brackets_04
Esta nova versão inclui um preview da Extract for Brackets, um extensão que obtêm automaticamente informações para um projecto de um PSD – cores, fontes, gradientes, imagens e muito mais .

Licença: MIT
Sistemas Operativos: Windows, Linux, MacOS
Download: Escolha aqui a sua versão
Homepage:Brackets

sábado, 8 de novembro de 2014

[Dica] Thunderbird configurar estilo antigo


1. Tornar novamente visível a Barra de Título




Menu Ferramentas > Opções > Avançadas > Editor de Configurações...
Clicar em 'Serei cuidadoso, Prometo!




Pesquisar por: 'mail.tabs.drawInTitlebar'.
Depois alterar o valor para 'falso'.




2. Colocar Barra de Menu por cima das abas

Opção é a instalação de um addon 'Menu On Top'

link: http://quickfolders.mozdev.org/menuOnTop.html






quarta-feira, 5 de novembro de 2014

[info]Operadoras proibidas de ter ofertas de Internet “ilimitadas” se isso não for verdade

Operadoras proibidas de ter ofertas de Internet “ilimitadas” ou de chamadas de voz/SMS em que existem restrições ou limites.

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) aprovou, por deliberação de 19 de Junho de 2014, a decisão final relativa à designação como ‘ilimitadas’ das ofertas se serviços de comunicações electrónicas.
Assim, os operadores estão proibidos de usarem o termo “ilimitado” quando existem restrições ou limites às ofertas nos serviços de Internet ou chamadas de voz/SMS.

thomson_03
Esta decisão mantém no essencial o projecto de decisão submetido a consulta, determinando aos prestadores de serviços de comunicações eletrónicas que:
  • apenas utilizem a expressão ”tráfego ilimitado” ou ”chamadas/SMS ilimitadas” para qualificar a oferta de serviços de comunicações eletrónicas efetivamente disponibilizados ”sem limites” ou ”sem restrições” ao longo de todo o período de duração do contrato;
  • disponibilizem, nas respectivas condições de oferta, informação clara e transparente sobre eventuais medidas restritivas ou de condicionamento de tráfego que, com carácter excepcional e nos termos definidos na deliberação, possam vir a aplicar nas ofertas de tráfego ilimitado;
  • nas ofertas qualificadas como ilimitadas, o carácter excecional das medidas restritivas ou de condicionamento de tráfego seja expressamente mencionado nas condições de oferta.
Foi ainda decidido estabelecer o prazo de 90 dias corridos, a contar da data da notificação da deliberação, para que as empresas que oferecem redes de comunicações públicas e que prestam serviços de comunicações electrónicaseletrónicas implementem as medidas necessárias ao seu cumprimento.

domingo, 20 de julho de 2014

[Apps] PDF Eraser, elimine conteúdos de um PDF

Ter um PDF com conteúdos para partilhar é a coisa mais normal do mundo. Mas ter um PDF que precisamos de partilhar mas do qual não podemos/queremos divulgar determinadas informações nele contidas, isso já é um problema.
Muitos leitores certamente já se questionaram como fazer para eliminar partes de um PDP sem necessidade de ter um editor, pelo que neste artigo mostramos como remover logotipos, números de telefone, linhas de texto, qualquer informação. Vamos saber como?
pdf-eraser-00-pplware



A maneira mais simples para resolver esta questão é, sem dúvida, a edição. Mas infelizmente os editores de PDF não são uma ferramenta pouco comum entre os utilizadores habituais de informática. pdf-eraser-01-pplware
Ora o PDF Eraser, pode ser definido como uma ferramenta simples que torna mais fácil a remoção de texto ou imagens de um ficheiro PDF, permitindo inclusivamente adicionar novos conteúdos da nossa preferência.
pdf-eraser-02-pplware
O modo de funcionamento do programa é, em resumidas palavras, uma espécie de editor de imagem. A remoção de texto não passa por carregar na tecla DEL. Ao invés, basta seleccionar uma ferramenta de borracha e clicar por cima dos conteúdos que desejamos eliminar.
pdf-eraser-03-pplware
E o mesmo acontece com as imagens. Enquanto que num editor teríamos de passar pelo processo de edição e reajustamento do texto e imagens, com o PDF Eraser basta seleccionar o tamanho da borracha pretendida e eliminar qualquer parte não pretendida.
pdf-eraser-04-pplware
É, de facto, uma abordagem básica mas bastante funcional. Para os mais perfeccionistas o programa pode não servir, pois cada vez que utilizarmos a borracha ficará um espaço em branco, sem possibilidade de ajustamento do documento.
Por outro lado, existe a possibilidade de poder adicionar imagens ou caixas de texto simples da nossa autoria, substituindo assim eventuais conteúdos eliminados. Foi acrescentada também a função de rotação de páginas ou até mesmo a exclusão de páginas completas.
pdf-eraser-05-pplware
Os leitores deverão ter em conta que o PDF Eraser não é um editor mas sim um meio fácil não complexo para resolver um problema que pode surgir em qualquer altura, especialmente naqueles momentos em que não temos tempo para mais nada.
Licença: Freeware
Sistemas Operativos: Windows XP / Vista / 7 / 8
Download: PDF Eraser 1.0.3 [27.80 MB]
Homepage: Cool Software

[Apps] Timekpr – Controlo parental no Ubuntu 14.04 LTS

…um software que serve também para cibercafés
Quando existe mais do que um utilizador criado no sistema operativo, às vezes existe a necessidade de bloquear o acesso ao sistema em determinados dias / a determinada hora. Um caso frequente é quando os pais estipulam uma determinada hora aos filhos para estudar, e nesse momento o acesso ao PC está restringido.
Para Linux existe uma aplicação para controlo parental, que tem por objectivo limitar o acesso a determinados utilizadores e serviços no sistema. Hoje vamos saber como instalar o Timekpr no Ubuntu 14.04 LTS .
ubuntu_06
O Timekpr controla quem, quando e por quanto tempo um determinado utilizador tem  acesso ao sistema Linux.
Como instalar no Ubuntu e derivados?
Para instalar no Ubuntu, basta abrir o terminal e inserir os seguintes comandos:
sudo apt-add-repository ppa:mjasnik/ppa
sudo apt-get update 
sudo apt-get install timekpr
Para quem pretender fazer o download via .deb, pode fazer o download
Depois de instalado, basta procurar na Dash por Timekpr
timekr_0
Já dentro do Timekpr , devemos seleccionar o utilizador e verificar se existe já algum tipo de restrição para o utilizador em questão. Através do separador “Status”, podemos verificar quais as politicas aplicadas a cada utilizador.
timekr_01
As restrições são definidas acedendo ao separador “Limits & Boundaries”. Aí podemos limitar o acesso ao sistema para o utilizador em questão, por dia/hora. Essas permissões são definidas pelo utilizador com permissões de Administrador.  Alguns exemplos de limitações:
  • Definir um período de utilização (ex. 10 minutos)
  • Definir uma limitação para um determinado período de utilização (ex. das 11h até as 23h)
timekr_02
Quando o utilizador (para o qual foram definidas as permissões) entrar no sistema, será alertado para o tempo que tem o sistema disponível antes de este se bloquear.
timekr_03
Esta é uma aplicação cujas configurações são definidas mediante as necessidades de cada utilizador. É uma aplicação bastante simples, mas que permite um controlo eficiente ao sistema. Para Windows, também podem usar o controlo parental…saibam como aqui.